Presidente da Volkswagen realiza primeira visita de negócios à Angola

Fábrica com linha de montagem de veículos automóveis na zona económica especial Luanda-Bengo.

O Presidente do Grupo Volkswagen África do Sul, Thomas Schaefer, realiza esta sexta-feira, 7 de Fevereiro, a sua primeira visita à Angola, no quadro das negociações para instalação de uma fábrica de montagem de veículos da marca Volkswagen na Zona Económica Especial Luanda-Bengo.

Em Luanda, além de visitar o espaço onde será instalada a fábrica com a linha de montagem, o Presidente da Volkswagen, Thomas Schaefer, reune-se com responsáveis do Ministério dos Transportes, da AIPEX e da ZEE. O programa prevê também a visita dos executivos da Volkswagen à outras unidades industriais na ZEE Luanda-Bengo.

Thomas Schaefer participará ainda no Fórum Empresarial Alemanha-Angola, enquadrado na visita à Angola da Chanceler Alemã, Ângela Merkel.

Para o gestor António Henriques da Silva, “o investimento que a Volkswagen se propõe em realizar no nosso país virá contribuir em grande medida para a diversificação da nossa economia, criação de empregos e alavancar, principalmente o sector automóvel, tornando a sua oferta mais variada. Estamos a falar de uma indústria com

ramificações noutras, que passando a existir contribuirão para criação de novas oportunidades de negócios para empreendedores nacionais, com impacto positivo na nossa economia, na transferência de tecnologia e de know-how “, realçou.

O Grupo Volkswagen África do Sul é uma subsidiária da Volkswagen Aktiengessellschaft (VWAG) na Alemanha. Só em 2016, produziu mais de 123,800 viaturas, das quais 69,192 foram exportadas e mais de 122,200 motores.

Emprega mais de 4,000 pessoas na sua fábrica em Port Elizabeth, África do Sul. Recorda-se que as negociações para a instalação da referida unidade de montagem de veículos tiveram início em finais de 2018, aquando da visita a convite da Volkswagen de uma delegação da ZEE Luanda-Bengo, liderada pelo seu PCA António Henriques da Silva, à sua fábrica em Port Elizabeth, na África do Sul.

Fonte: Mercado.co.ao