Onde anda o peixe que estás a tentar apanhar?

Nos últimos dias tenho falado um pouco acerca da pesca e como ela está relacionada com o nosso trabalho de agente imobiliário.

Falei-te acerca da importância de teres várias linhas na água para maximizares as hipóteses de apanhar bastantes peixes.

E sobre a importância de ter um bom isco para apanhar esses peixes.

Mais propriamente, um isco que fosse adequado ao tipo de peixes que queres apanhar.

Sem um bom isco e sem várias linhas na água, dificilmente a pescaria corre bem.

Mesmo que vás apanhando qualquer coisita, nunca vais apanhar o que poderias, caso estivesses a fazê-lo de uma forma mais optimizada.

Ora, antes de colocares o isco e lançares as várias linhas à água, há uma decisão que tens de tomar.

Que é crucial para o teu sucesso.

Trata-se de decidir onde lanças as linhas.

Por outras palavras, decidir onde vais pescar.

E isso depende obviamente do tipo de peixe que queres apanhar.

Se andas à procura de peixes pequenos, então ficar à beira do rio pode ser suficiente.

Mas, se queres pescar peixes maiores, provavelmente tens de arranjar um barco e ir para o meio do rio ou aventurar-te no mar.

Para peixes mesmo grandes, se calhar, tens de ir para o oceano e pescar em águas mais profundas.

Consoante o peixe que queres apanhar, assim o isco e o tipo de linha que vais utilizar.

Mas, a primeira coisa, é identificar onde há este tipo de peixe.

Não adianta tentares pescar atuns quando estás confortavelmente sentado numa cadeirinha à beira rio.

Simplesmente, não vai acontecer.

Tens de ir para onde eles estão.

E, mesmo aí, já sabes que não vai ser fácil.

Porque eles não se deixam apanhar facilmente.

E porque há mais pescadores a tentar fazer o mesmo.

Mas, uma coisa é certa, quando escolhes bem o local de pesca (leia-se, onde há bastante peixe para apanhar), levas um bom isco (do agrado ao peixe) e lanças várias linhas, isso é meio caminho andado para o sucesso.

O resto tem a ver com a frequência com que vai ajustando as linhas, colocando mais isco e estás atento aos locais onde o peixe está a picar.

Ah, e com a frequência com que vais à pesca, claro!

Uma pergunta: por onde anda o peixe que estás a tentar apanhar?

Consegues identificar claramente os locais (online e offline) onde ele anda, de modo a que possas investir lá?

E consegues identificar os locais onde ele NÃO anda, de modo a não perderes tempo com isso?

Este é sem dúvida o primeiro trabalho a fazer depois de decidires qual o tipo de peixes que queres apanhar.

Concordas? 😉 

Fonte: O Meu Negócio Imobiliário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *