A imaginação é mais importante que o conhecimento.

Segundo consta, certo dia Einstein contou uma história acerca de um cãozinho para ilustrar a sua mensagem.

A história foi esta:

——-

Havia um cãozinho que estava perdido na selva, quando viu um tigre faminto a correr na sua direção…

Diante desta situação, o cãozinho pôs-se a pensar rapidamente e, vendo alguns ossos no chão, começou a mordê-los, deliciando-se, como se estivesse num banquete.

Então, quando o tigre estava mais próximo, a ponto de atacá-lo, o cãozinho disse:

– Ah, que delícia este tigre que acabei de comer! Realmente, uma refeição maravilhosa.

Ao ouvir isso, o tigre parou bruscamente e correu apavorado a fugir do cãozinho. 

Enquanto se afastava, pensava para consigo:

– Bolas, que cão bravo! Por pouco não me comia também!

Ora, um macaco que tinha assistido à cena toda, saiu a correr atrás do tigre e contou-lhe como tinha sido enganado.

O tigre ficou furioso:

– Ahhh… Cão maldito. Vai pagar por isso!

O cãozinho, ainda perdido na selva, e próximo aos ossos, percebeu que o tigre se aproximava novamente e, desta vez, trazia o macaco às suas costas.

– Ah, macaco desgraçado! O que é que eu faço agora? Como me vou livrar desta? – pensava.

Em vez de fugir, o cãozinho teve outra ideia…

Sentou-se perto dos ossos e ficou de costas para o tigre furioso, fingindo não estar a vê-lo e demonstrando muita calma e segurança.

Quando o tigre e o macaco se aproximaram, o cãozinho disse:

– Macaco preguiçoso! Faz meia hora que o mandei trazer outro tigre gordo, e ele ainda não voltou!

O tigre, perplexo, bateu em retirada novamente.

——-

Einstein queria demonstrar que, mais importante que as circunstâncias em que nos encontramos, é a nossa capacidade de ter um pensamento criativo.

A criatividade pode mudar qualquer situação, por mais assustadora e “sem solução” que esta possa parecer.

Sem criatividade, entramos em modo reactivo.

Estimulando e empregando a criatividade, podemos alterar o rumo dos acontecimentos.

O problema é que, muitas vezes, não estamos conscientes disto.

E fazemos as coisas como sempre foram feitas.

E temos os resultados que sempre temos tido.

Sem qualquer dose de criatividade.

E isso é um desperdício…

E tu? Estás a ser criativo no teu negócio?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *