Poupe centenas de euros em 2019

Quem nunca tenha tido a preocupação de “limpar o pó” todos os anos a todos os contratos que tem ativos anda literalmente a deitar dinheiro para a rua. Claro que esses consumidores só se podem queixar de si próprios

Renegociar. É a palavra-chave. Renegociar todos os seus contratos ativos. Basta perder algum tempo (não vou dizer que é supersimples, porque não é) a pedir simulações na concorrência de cada um deles e contactar a sua atual empresa ou fornecedor e dizer que se não baixarem o preço, acaba com o contrato e muda de empresa. A exceção são as telecomunicações em que tem de estar à espera do fim da fidelização. Todos os anos deve fazer-se isto.

Poupar 1700 euros? É o exemplo real de uma família portuguesa que pediu ajuda para pôr as contas em ordem e que só do ano passado para este vai gastar menos cerca de 1700 euros – mantendo a mesma qualidade de vida. Essa família nunca tinha feito isto. Assinou os contratos e andou sempre a pagar o que lhe pediam.

Na luz e no gás o agregado vai poupar 156 euros. No contrato de tv+net+voz serão menos 480 euros (estavam a pagar 80 euros por mês, ficou agora em metade). No seguro do carro baixaram 42 euros. No seguro de vida do crédito à habitação menos 180 euros anuais. No seguro multirriscos baixaram mais 49 euros e no seguro de saúde – com as mesmas condições – vão poupar 280 euros.

Decidiram também mudar de banco e sempre serão menos 39 euros por ano em comissões. Mudaram para um ginásio mais barato e vão gastar menos 312 euros. Decidiram também beber menos um café por dia (não é deixar de beber café…) e assim vão gastar menos 219 euros em 2019. Estão a ver como grão a grão as pequenas poupança podem ser uma “fortuna”?

Isto quer dizer que, por causa da nossa preguiça enquanto consumidores, andamos a pagar “a mais”, todos os anos, centenas de euros sem necessidade nenhuma. Não é de admirar que muitos se queixem de que o dinheiro não chega ao fim do mês. Ele vai para algum lado. Só temos de descobrir para onde.

Esta família conseguiu poupar tendo “apenas” o trabalho de ligar para cada uma destas empresas e ameaçar sair ou simplesmente mudar para outra que presta o mesmo serviço ou pedindo para baixar o prémio ou prestação. Faça o mesmo. Só fica a ganhar.

Uma família que nunca tenha tido a preocupação de “limpar o pó” todos os anos a todos os contratos que tem ativos anda literalmente a deitar dinheiro para a rua. Claro que esses consumidores só se podem queixar de si próprios, porque tudo é legal. Assinamos os contratos, logo concordamos com eles. Mas é preciso mexer de vez em quando. É o seu dinheiro. Muitas vezes basta telefonar ou mandar um email.

Os casos das comissões bancárias, do ginásio que pagamos e não frequentamos, dos seguros em que não mexemos há anos e a eletricidade que mudámos uma vez e nunca mais mexemos são paradigmáticos. Acabe com a inércia e aumente-se a si próprio nas próximas semanas.

Fonte: Expresso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *