11.4 C
Lisboa
Terça-feira, Março 31, 2020
Inicio Imobiliário Milionário francês compra Torres de Lisboa por mais de 100 milhões

Milionário francês compra Torres de Lisboa por mais de 100 milhões

Segundo o Expresso, Pierre Castel pagou pouco mais de 100 milhões de euros por quatro edifícios nas Torres de Lisboa.

O grupo Castel, do milionário francês Pierre Castel, comprou parte das Torres de Lisboa, por pouco mais de 100 milhões de euros, numa operação que foi fechada em Outubro, avança o Expresso este domingo, 16 de Dezembro.

Segundo a mesma publicação, passaram para as mãos do milionário francês quatro edifícios, duas torres de 16 pisos cada e mais dois de cinco pisos cada, todos eles arrendados a empresas como a Cetelem, o BPI, a Manpower e o British Hospital. Já os edifícios ocupados pela Galp ficaram de fora da operação.

Os activos imobiliários que foram vendidos pertenceram à Chamartín – que entrou em insolvência em 2015 – e estavam agora nas mãos da espanhola ECS, uma gestora de fundos de recuperação e reestruturação de activos.

Não consegue vender o seu imóvel?

Segundo o Expresso, Pierre Castel já é dono do Campus da Justiça, no Parque das Nações, do edifício sede da Nos, no Campo Grande, e de uma das Torres do Colombo.

Fonte: jornal de negócios

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Most Popular

TURISMO uma estratégia para superar a crise

Vivemos tempos de indefinição e sobressalto, depois do cancelamento da BTL (maior feira do sector em Portugal) começou-se a prever o pior num sector...

Tem um alojamento local? Temos um aviso para si.

Muitas pessoas desconhecem que, ao retirar a casa do alojamento local, sujeitam-se ao pagamento de mais-valias no ano seguinte. Descubra como...

Turismo de Portugal lança campanha ao contrário e pede aos turistas para ficarem em casa

"As paisagens, as praias e os monumentos não vão a lado nenhum". Vídeos do Turismo de Portugal, da Madeira e...

Angola pára por 15 dias a partir de terça-feira para prevenir propagação

Angola vai fechar fronteiras, proibir aglomerações públicas com mais de 200 pessoas, suspender aulas e privilegiar o teletrabalho em empresas. As...

Recent Comments